terça-feira, 16 de setembro de 2014

Dor crônica causa impacto na vida sexual, humor e autoestima

Segundo pesquisa nacional inédita, a dor crônica impacta não só a vida sexual como o humor, a disposição e a autoestima dos brasileiros.





 Como a dor crônica afeta o cotidiano das pessoas?  Para encontrar essa resposta a Mundipharma, empresa líder no tratamento da dor, encomendou à Cristina Panella Planejamento e Pesquisa (CPPP) o 3º estudo da pesquisa ‘O Mapa da Dor no Brasil’.  O principal objetivo é entender como as pessoas se comportam diante de situações de dor crônica e como isso afeta o cotidiano delas.

A pesquisa feita com 800 brasileiros foi realizada em março de 2014 e demonstrou que 75% dos entrevistados consideram a dor crônica como uma doença, sendo que 12% deles afirmaram ter uma dor contínua há mais de seis semanas e ainda 18% relataram já ter passado por isso em algum momento da vida. Das pessoas que afirmaram sentir dor, 77% acreditam que a dor que sentem seja crônica, principalmente mulheres e pessoas entre 55 e 64 anos de idade. “Normalmente as dores são mais prevalentes em pessoas mais velhas, em função da idade, e nas mulheres em razão de fatores hormonais, genéticos e sociais. A dupla ou tripla jornada de trabalho faz com que elas tenham uma chance maior de desenvolver dores musculoesqueléticas crônica”, explica Fabíola Peixoto Minson, anestesiologista e coordenadora do Centro Integrado do Tratamento da Dor em São Paulo.

A maioria das pessoas já sofreu com algum tipo de dor e segundo os especialistas a dor que se mostra crônica é a que compromete, e muito, a rotina. Na opinião dos entrevistados as situações em que sentem mais impacto causado pela dor são: no humor e na disposição (48%), nas práticas esportivas (41%), na disposição para o lazer (38%), seguidos do impacto também na autoestima (38%). Além disso, mais de 1/3 dos entrevistados com dor crônica também apontam impacto negativo em seu desempenho no trabalho (36%), no sono (34%) e na disposição para ter relações sexuais (33%). Ainda de acordo com a Dra. Fabíola “a dor não deve ser desprezada e tratada como algo normal. Ela afeta a qualidade de vida de um jeito muito significativo e complexo. O sono, lazer, trabalho, vida sexual, humor, raciocínio podem ser impactados, gerando em muitos casos depressão nos pacientes. À medida que a dor melhora, observamos melhora não só no físico, mas também no emocional”.

SOBRE O TRATAMENTO

Outro dado importante apontado pela pesquisa é que apenas metade da amostra alega ter procurado imediatamente por um médico e ter seguido o tratamento à risca, quando a dor se tornou persistente. Já a maioria da outra metade, se automedicou (18%); ignorou a dor (14%) ou acabou indo ao médico, mas mudou o tratamento por conta própria (12%).
Entre aqueles que foram ao médico, 40% acabaram procurando por mais de um especialista. “Cabe aos pacientes estarem tentos às dores e procurar um médico na sequência. Sentir dor não é normal e ignorar pode gerar consequências graves de saúde e afetar a vida social”, finaliza a especialista.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Frango à role

Hummm, receitinha maravilha de frango a role pra fazer ainda hoje! Muito fácil e delicioso, e você ainda faz as crianças comerem cenoura sem nem perceber!rs


Tempere ao seu gosto os filés de frango, depois faça uma mistura de meia cenoura e uma colher de sopa de requeijão (usei light). Coloque essa mistura no frango, salpique parmesão ralado,enrole, coloque um palito, salpique mais parmesão e leve ao forno até dourar bem.

Nesse caso fiz com molho, então, deixei apenas 20min no forno coberto com papel aluminio e depois joguei em um molho vermelho que fiz com tomate, cebola e extrato de tomate, e deixei depurar bem. Ficou delicioso! Faça e comprove ;)

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Cuidando dos cabelos das crianças



Os cabelos das crianças também precisam de atenção especial, na hora de lavar, enxugar, cortar, prender....

Confira essas dicas pra ajudar no processo de cuidados com os cabelos de seus filhos!

-Não use shampoo para adultos, utilize o shampoo e condicionador específico para cada idade;

-Os cabelos oleosos devem ser lavados dia sim dia não, já os crespos podem esperar dois dias;

-Jamais passe qualquer tipo de química nos cabelos de seus filhos;

-Corte os cabelos da criança de 3 em 3 meses;

-Use condicionador sempre apenas nas pontinhas para desembaraçar e a criança não chorar

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Benefícios do abacate




Muita gente tem medo de comer abacate por pensar que ele engorda. Porém se for consumido com moderação, ou seja, um quarto da fruta por semana, ajuda até a emagrecer!

Além disso o abacate ajuda a combater o colesterol ruim, e mantém bom os níveis do colesterol bom. Evita também alergias e processos reumáticos.

O abacate é uma das maiores fontes de glutadiona. Um poderoso antioxidante que, segundo estudos, bloqueia agentes cancerígenos.

Então o abacate pode fazer muito por você e sua saúde, que tal colocá-lo na dieta hoje mesmo?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Links legais:

Indexadores:

Uêba - Os Melhores Links

AMÉLIAS DE SALTO © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO